Pets

Como aplicar insulina em cachorro com diabetes?

14 Fevereiro 2022

Saiba como aplicar insulina em cachorro com diabetes da maneira correta com dicas de uma especialista

Diabetes mellitus é uma síndrome caracterizada por hiperglicemia crônica resultante da diminuição da sensibilidade dos tecidos à ação da insulina e/ou da deficiência de sua secreção. Estabelecido o diagnóstico, deve ser iniciado imediatamente o tratamento no cachorro com diabetes. O veterinário deve deixar claro para o tutor a importância da insulinoterapia para que o cão diabético possa preservar a qualidade de vida.

Responsável por controlar a glicemia ao longo do dia, a insulinoterapia é fundamental para a saúde de um animal com a doença. Como a diabetes não possui cura, saber como aplicar insulina é a principal maneira de evitar o surgimento de complicações associadas à síndrome, como cegueira e doenças nos rins.

Embora seja um procedimento simples, a aplicação de insulina para cachorro pode gerar dúvidas. É comum que os tutores perguntem ao veterinário como fazer o procedimento, se é algo doloroso para o cão, ou mesmo quais os materiais adequados para realizar a aplicação. Para esclarecer essas dúvidas, conversamos com a médica veterinária Karina Hono, que deu dicas de como veterinários podem ensinar tutores como aplicar insulina em cachorro com diabetes. Confira!

Importância da insulinoterapia para o cachorro com diabetes

Antes de mais nada, o tutor precisa entender que a diabetes em cachorro possui semelhanças com a  humana. Isto é, é uma doença crônica causada pela deficiência do hormônio insulina. Na prática, isso prejudica a capacidade do organismo de metabolizar principalmente o açúcar. Justamente por isso, para viver de maneira saudável o cachorro com diabetes deve fazer uso de insulina de maneira regular. Essa informação básica precisa ser transmitida de forma clara, para que o tutor entenda que ela é imprescindível para a sobrevivência do cão.

Escolha da seringa e da insulina para cachorro deve ser cuidadosa

As opções de insulina para cachorro disponíveis no mercado são classificadas de acordo com o início de ação e duração, origem e concentração. Para escolher a insulina que será utilizada no cachorro com diabetes, bem como a dose e a frequência de administração, o veterinário deve levar em consideração o quadro do paciente, juntamente com os exames realizados. Apesar da recomendação ser individual para cada animal, os compostos por insulina de zinco amorfa e insulina de zinco cristalina costumam ser os mais recomendados, pois possuem uma ação rápida e duradoura no controle da glicemia.

Outro fator importante sobre como aplicar insulina em cachorro com diabetes é a escolha da seringa. A seringa é escolhida levando em consideração o tipo de insulina utilizada no tratamento, já ela pode variar de acordo com a concentração do produto utilizado.

Em relação à preocupação dos tutores com o desconforto do procedimento, a veterinária ressalta que é importante o veterinário explicar que o cão não sente dor na aplicação da insulina. “A agulha que vem acoplada na seringa normalmente é de 13×0,4 mm ou 8×0,3 mm. Essas são as ideais por serem bem finas, não dando tanto desconforto ao animal quando se trata de uma medicação de uso contínuo”, revela. Por se tratar de uma medicação de uso diário e contínuo, é importante tranquilizar o tutor com a garantia de que não há dor no procedimento.

Pets 

Saiba mais sobre o portfólio de produtos e soluções da MSD Saúde Animal para pets.

As etapas necessárias para aplicar insulina em cachorro com diabetes

O veterinário deve passar ao tutor todas as orientações sobre manejo da insulina para cachorro, como temperatura de armazenamento, homogeneização, seringa a ser utilizada, local e cuidados da aplicação. Esses passos são essenciais para que o tratamento resulte em um bom controle glicêmico. E em caso de dúvidas, o especialista deve sempre se mostrar disponível para esclarecimentos. 

“Uma boa assepsia no local e ter aprendido na prática como fazer a aplicação da insulina para cachorro com o médico veterinário são as principais medidas de segurança”, recomenda a Karina. Para ajudar os tutores a lembrar de todas as etapas de como aplicar insulina em cachorro, montamos um passo a passo com a ajuda da especialista:

Passo 1. Pegue o frasco da insulina para cachorro e verifique a quantidade correta a ser utilizada de acordo com a dose. Em seguida, remova todas as bolhas de ar com leves batidinhas na seringa;

Passo 2. A insulina deve ser aplicada na região das costelas, variando os locais de aplicação, sempre por via subcutânea. Para começar a aplicação da insulina para cachorro, realize uma boa assepsia com álcool 70% e o auxílio de uma gaze ou algodão;

Passo 3. Faça uma prega com o dedo indicador e o polegar, levantando a pele levemente até formar uma espécie de triângulo;

Passo 4. Por fim, aplique a insulina para cachorro no meio do triângulo formado na região via subcutânea. Ou seja: formando um ângulo de 45º com a seringa em direção à pele do animal. Ao finalizar a aplicação, descarte a seringa e agulha utilizadas no procedimento. 

Garanta o bem-estar animal ao aplicar a insulina para cachorro

Como o ato de tomar injeção é estressante para o animal, o ideal é colocar em prática algumas medidas que possam aliviar a tensão desse momento. De acordo com Karina, o primeiro passo é nunca associar a aplicação da insulina para cachorro com algo ruim. “Peça para alguém oferecer um carinho mais forte na região da orelha e no rosto enquanto manuseia a seringa. Após a medicação, brinque com o animal e dê bastante carinho”, aconselha.

Deve-se escolher um ambiente calmo para aplicação. Além disso, vale sugerir que o tutor elogie o cão durante todo o processo – isso pode tornar a experiência mais positiva e facilitar a aplicação da insulina na próxima vez. Essa prática ajuda a tornar a experiência um momento de felicidade para o animal.

* Karina Hono (CRMV-SP: 52655) é formada em Medicina Veterinária pelo Centro Universitário Max Planck (UNIMAX)

Newsletter Universo da Saúde Animal

Sua fonte especializada de informações relevantes sobre Saúde Animal. Inscreva-se
gratuitamente e tenha acesso a atualizações veterinárias no Brasil e no mundo.