Analisando o custo de criação de porcos: comparações entre países e fatores que contribuem para sua relativa vantagem ou desvantagem em um mercado global

04 Outubro de 2021

Análises de produtividade na produção de suínos usaram dados da InterPIG

Dr. Derald Holtkamp, MS, DVM
29 de julho de 2020

Apesar das inclinações nacionalistas recentes, da pandemia global e de outros fatores que atuam contra o comércio global, os produtores de carne de porco não estão isolados da competição com os de outros países. Em um relatório de julho de 2020 sobre os mercados mundiais e o comércio de gado e aves, o Serviço Agrícola Estrangeiro do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos estimou que 10,9 milhões de toneladas de carne suína serão exportadas em 20201. Os produtores de carne suína em todo o mundo estão competindo em um mercado global. Enquanto esse mercado pode, e é, distorcido pela política e pelas relações comerciais, a competitividade global de cada país ainda é importante. Quanto o custo de produção da carne de porco varia de um país para outro, e quais fatores contribuem para sua relativa vantagem ou desvantagem no mercado global? Recentemente, tive a oportunidade de colaborar com os Drs. Lee Schulz e Dermot Hayes, do Departamento de Economia da Iowa State University para tratar essa questão2.

As análises de produtividade, custos e retornos são em relação a 2018, usando dados da InterPIG, principalmente, uma rede internacional de benchmarking. Os representantes dos 17 países participantes da Europa, América do Norte e Brasil vêm de instituições científicas e serviços de extensão de organizações de produtores. Os dados do InterPIG são atualizados anualmente, e retratam um desempenho médio nacional de fazendas representativas em cada país. Além das informações da InterPIG, os dados do Japão e da China, dois países-chave na importação de carne suína da Ásia, foram obtidos com a ajuda da equipe técnica e de marketing da Merck Animal Health. Os dados para o Japão foram do Ministério Japonês de Agricultura, Pesca e Florestas, e os para a China foram de produtores e veterinários, e representaram custos e produtividade para fazendas de suínos modernas, em grande escala, de um só andar, não filtradas e livres de PSA (Peste Suína Africana).

O custo estimado de produção de raça para o mercado em 2018 variou de US$ 3,65 por kg de carcaça vendida no Japão a US$ 1,11 por kg de carcaça vendida no estado brasileiro de Mato Grosso – uma diferença de US$ 2,54 entre os países de custo mais alto e mais baixo (Figura 1, barras). A linha na Figura 1 representa o preço do mercado de suínos ou rendimento por kg de carcaça. A diferença entre o topo de cada barra empilhada (custo total) e a linha (receita) representa o lucro em cada país. Quais são os principais fatores que dão a cada país uma vantagem ou desvantagem competitiva? Para responder a essa pergunta, definimos todos os valores usados ​​para estimar a produtividade, os custos e a receita de cada país para um mesmo valor médio entre todos. O (s) único (s) valor (es) com variação para cada país foi (foram) aquele (s) do fator avaliado. Cada fator foi avaliado individualmente, um de cada vez. Eventuais diferenças de rentabilidade, portanto, foram devidas estritamente às diferenças de valores nos países para o fator avaliado. A relativa vantagem ou desvantagem de lucro para os fatores é mostrada na Tabela 1.

Os baixos preços da ração nos EUA dão aos produtores uma vantagem no peso de US$ 0,33 por kg de carcaça em relação a um país com preços médios de ração, como a Holanda. A vantagem dos EUA sobre a Holanda é, na verdade, de US$ 0,34, já que a Holanda tem uma desvantagem de – US$ 0,01 em relação à média. Isso significa que se pudéssemos balançar uma varinha mágica e tornar os EUA e a Holanda iguais em todas as medidas, exceto os preços da ração, com os mesmos preços no mercado suíno, mesmos custos fixos, mesma produtividade etc., produtores nos EUA ganhariam US$ 0,34 por kg de carcaça a mais do que os da Holanda porque eles pagam menos pela alimentação. Os produtores no Japão têm os preços mais altos da ração, o que lhes dá uma desvantagem de US$ 0,74 por kg de carcaça em relação a um país com preços médios de ração e uma desvantagem de US$ 1,07 para os produtores nos EUA, que possuem os preços mais baixos de ração. Depois dos preços da ração, as diferenças de produtividade entre os países são o seguinte maior fator para explicar por que os países estão em vantagem ou desvantagem competitiva em relação a outros. O aumento da produtividade na Dinamarca e em alguns outros países da Europa contribui positivamente para sua competitividade. A maior produtividade na Dinamarca dá aos produtores uma vantagem de US$ 0,24 por kg de carcaça em relação a um país com produtividade média, e uma vantagem de US$ 0,62 por kg de carcaça sobre o Japão, que tem produtividade mais baixa. As diferenças nas taxas salariais, na utilização da mão de obra e nos custos fixos, que são principalmente uma função dos custos de construção, também contribuem significativamente para a posição competitiva relativa de cada país, mas em menor grau do que os preços dos alimentos e a produtividade.

 Figura 1. Custo de produção e receita para cada país (US$ por kg da carcaça), raça para o mercado.[1]

* O Brasil tem dois pontos de dados devido às grandes diferenças que existem entre as áreas de suinocultura tradicional de Santa Catarina e a nova fronteira na produção de suínos brasileira, no Mato Grosso.

Fatores

  País  Preços de raçãoProdutividadeTaxas salariaisUso de mão de obra  Custos fixos
EUA$0.33-$0.06$0.05$0.10$0.09
Brasil (MT)$0.30$0.10$0.15$0.00$0.13
Canadá$0.23$0.03$0.00$0.01$0.14
Finlândia$0.17$0.08-$0.04$0.04-$0.18
Hungria$0.13-$0.14$0.12-$0.20$0.02
Dinamarca$0.12$0.24-$0.11$0.09-$0.01
França$0.10$0.06-$0.06$0.08-$0.01
Suécia$0.07$0.04-$0.09$0.07-$0.16
Alemanha$0.04$0.12-$0.07$0.05-$0.09
Áustria$0.04$0.01-$0.02$0.02-$0.18
República Tcheca$0.04$0.20$0.10-$0.17$0.03
Holanda-$0.01$0.17-$0.14$0.10-$0.02
Brasil (SC)-$0.01$0.07$0.15-$0.12$0.15
Espanha-$0.06-$0.11$0.01$0.09$0.10
Bélgica-$0.07$0.03-$0.02$0.06-$0.03
Grá-Bretanha-$0.10$0.10$0.02$0.03$0.04
Itália-$0.10-$0.28$0.00-$0.08-$0.16
Irlanda-$0.13$0.14$0.00$0.04$0.02
China-$0.33-$0.40$0.16-$0.18$0.09
Japão-$0.74-$0.38-$0.20-$0.02$0.02
Tabela 1. Vantagem ou desvantagem relativa na lucratividade para cada fator (US$ / kg da carcaça), raça para o mercado.

Referências

1.      United States Department of Agriculture (USDA), Foreign Agricultural Service (FAS). Livestock and Poultry: World Markets and Trade. July 10, 2020.

2.      Holtkamp D.J., Hayes D. J., Schulz L.L. Key Performance Indicators in Pork Production: An International Comparison. Merck Animal Health. August 1, 2020.

Newsletter Universo da Saúde Animal

Receba as principais novidades e informações sobre o universo veterinário.